Curau

Curau

Selo - Receita testada e aprovada
Conteúdo do site DELÍCIAS DA CALU
Vote nesta receita:
Curau: receita da fazenda em sua casa!
Foto: Mauro Holanda
Preparo: Rápido (até 30 minutos)
Rendimento: 4 porções
Dificuldade: Fácil
Categoria: Doce caseiro
Calorias: 436 por porção

Ingredientes

. 4 espigas médias de milho
. 3 xícaras (chá) de leite
. 1 colher (sobremesa) de manteiga
. 1 lata de leite condensado
. 1 xícara (chá) de água
. Canela em pó a gosto

Modo de preparo

1. Lave em água corrente as espigas de milho e retire os fios. Rale-as e misture com a água.

2. Passe em uma peneira e junte o leite e a manteiga.

3. Leve ao fogo baixo sempre mexendo até engrossar.

4. Acrescente o leite condensado e deixe cozinhar por cinco minutos em fogo baixo.

5. Retire do fogo e despeje em tigelas individuais. Polvilhe com a canela em pó e sirva frio
.
BOM APETITE!!!!!!!!!!!!!
[...]

IMAGENS DE FESTAS JUNINAS



[...]

Um pouco da História das Festas Juninas



Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira explica que surgiu em função das festividades ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que está festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.
De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).
 Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.
Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.

[...]

Feliz dia das Mães

[...]

Planejando o meu futuro





Gosto de jogar bocha e penso fazer carreira nesse esporte. Eu começo a imaginar como eu seria lá na frente.....
Eu seria uma técnica amorosa, mas ao mesmo tempo seria rígida e cobraria mais a cada dia dos meus atletas.Focaria conquistas e campeonatos desde os mais simples , com pouco valor até os campeonatos mais importantes que dão prêmios valiosos até mesmo em dinheiro ou "bolsa atleta".
Gostaria de ter dois auxiliares que combinassem com meu perfil de trabalho, assim quando surgisse algum problema, eles poderiam solucionar sem que eu precisasse estar presente.A menos que fosse um problema que exigisse a minha interferência. Gostaria de estar presente quando o problema fosse relacionado com um dos meus atletas.
Isso tudo porque acredito que um trabalho bem organizado, planejado e cobrado, produza um bom resultado. E essa é a minha meta. E mais um ponto importante: a ajuda e colaboração de todos. Importante também é fazermos reuniões onde colocarei os pontos a serem trabalhados sem a presença do público e familiares, apenas os atletas e auxiliares. Permitirei que se coloquem porque tudo isso faz o grupo crescer e melhorar cada vez mais.Longe do público , não estaria expondo meus atletas. Nas salas de reuniões, eu poderia ficar mais à vontade e....."descascar o abacaxi"!!!!Deixar as coisas bem claras e falar que não vou "passar a mão na cabeça de ninguém"!!serei amiga mas ao mesmo tempo, quero que melhorem a cada dia. deixaria ainda um recadinho: que nunca chorem na frente de ninguém tentarei com todos os meus esforços e minha equipe,ajudar meus atletas e seguir em frente.
[...]

Dois e dois: quatro


Dois e dois: quatro 

Como dois e dois são quatro
Sei que a vida vale a pena
Embora o pão seja caro
E a liberdade pequena

Como teus olhos são claros
E a tua pele, morena
como é azul o oceano
E a lagoa, serena

Como um tempo de alegria
Por trás do terror me acena
E a noite carrega o dia
No seu colo de açucena

- sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
mesmo que o pão seja caro
e a liberdade pequena.



 (Ferreira Gullar)





[...]

O último poema

O último poema


Assim eu quereria meu último poema
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama em que se consomem os diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.



Manuel Bandeira


[...]

Cláudia, uma mensagem para você!



Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão.
Perder com classe e vencer com ousadia, pois o triunfo pertence a quem mais se atreve e a vida é muito para ser insignificante.
Eu faço e abuso da felicidade e não desisto dos meus sonhos.
O mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos.

(Charles Chaplin)

Com carinho,
Kátia
[...]

Cláudia.... Uma Menina Mulher.



Deus a colocou no meu caminho, como um grande presente.
É Menina, quando sorri.
É Mulher, quando expressa o que quer.
Vê a Vida como quem organiza uma partida esportiva: estabelece regras e metas para alcançar o que deseja; cobra suas próprias superações e visualiza a Vitória.
É sensível frente ao mundo.
Recenhece e agradece por aqueles que estão ao seu lado.
Sensibiliza-se diante das belezas naturais como flores e animais.
É livre. Sonha alto. Viaja longe...

Gostaria de aproveitar este momento para dizer o quanto estou feliz por estar trabalhando ao seu lado.
O quanto tenho recebido deste contato...Quanto de Luz para a minha Vida!!!!
Eu, que cheguei para ensiná-la...Aprendo muito mais!!!!

Obrigada por existir ,minha linda!
Com carinho,
 Sua "prô": Kátia
[...]
Olá pessoa amiga..





Loading...